Deu bode

Por Ubirajara Crespo

Lv 16.10: No dia da Expiação, dois bodes eram apresentados ao Sumo Sacerdote, durante uma cerimônia que ocorria em frente à tenda da Congregação. Havia um sorteio no qual se decidia qual seria morto e qual seria o bode Emissário. Este era levado ao deserto, e aí abandonado à própria sorte. Não havia derramamento de sangue por parte do emissário, nem pelas mãos do sacerdote, mas o dia era de expiação. Nesta cerimônia específica este bode era apresentado vivo para expiação perante o Senhor.

Não combina em nada com o texto a versão que diz ser o diabo quem levará sobre si o pecado do povo e que ele será o único a ser jogado no lado de fogo.

Veja esta lei cerimonial que indica claramente a natureza desta cerimônia: “E Arão porá ambas as suas mãos sobre a cabeça do bode vivo, e sobre ele confessará todas as iniquidades dos filhos de Israel, e todas as suas transgressões, e todos os seus pecados; e os porá sobre a cabeça do bode, e enviá-lo-á ao deserto, pela mão de um homem designado para isso. Assim aquele bode levará sobre si todas as iniquidades deles à terra solitária; e deixará o bode no deserto” (Levíticos 16:21-22).

Foi isto que Jesus fez com você, meu amado leitor, ele levou sobre si todos os seus pecados juntamente com todas as suas consequências. Tome este remédio, Receba a Jesus como seu Senhor e salvador

Ubirajara Crespo

Publicado a partir do BlackBerry para o WordPress.

Anúncios